Loading
Aguarde...

image title

No último dia 23 de março de 2016 a Cachaça Taverna de Minas teve a honra de receber o VI Prêmio Hugo Werneck, Sustentabilidade & Amor À Natureza 2015, na categoria Melhor Exemplo em Comércio de Bens e Serviços.

O projeto Alambique Escola, criado em 2004 na Fazenda Taverna de Minas, de destacou pelo seu exemplo em educar mais de 2 mil alunos desde o início em 2004 o conhecimento do método sustentável de produção da cachaça artesanal de alambique.

Mais de 300 pessoas, incluindo empresários, autoridades e ambientalistas, participaram do evento, que também contou com a presença do ator Victor Fasano e do jornalista André Trigueiro, da TV Globo, vencedor na categoria “Personalidade do Ano”. Ao todo, foram selecionados 78 projetos inscritos de 13 estados brasileiros – Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e São Paulo, mais Distrito Federal, um aumento de 64% de participação nacional em relação ao ano anterior.

Sob o tema “Pelas Águas do Planeta –Da Caixa D’Água do Brasil à Terra das Cataratas”, foram premiados 17 projetos e indivíduos que se destacaram por seus exemplos sustentáveis. São eles:

Destaque Internacional
Papa Francisco
Homenagem do Ano
Programa Cultivando Água Boa, Itaipu Binacional
Personalidade do Ano
André Trigueiro, jornalista
Melhor Parceiro Sustentável
Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (Siamig)
Melhor Projeto de Parceiro Sustentável
Estação Ciência, Anglo American
Melhor Empresário
Luiz Otávio Pôssas Gonçalves
Melhor Empresa
Fiat Chrysler Automóveis
Destaque Nacional
Projeto Conservador das Águas, Prefeitura Municipal de Extrema
Destaque Estadual
Projeto Reciclar, Emater
Destaque Municipal
Duarte Eustáquio Gonçalves Júnior, prefeito de Mariana; Projeto Ipiranga Sustentável, Prefeitura Municipal de Ipiranga
Melhor Exemplo do Terceiro Setor
Fundação Amazonas Sustentável
Homenagem – Carlos Drummond de Andrade
Léo Santana, artista plástico
Melhor Exemplo em Água
Projeto de Recuperação de Nascentes do Município de Paracatu, Kinross/ONG Movimento Verde de Paracatu
Melhor Exemplo em Mobilização Social
André D’Elia, diretor do documentário “A Lei da Água”
Melhor Exemplo em Fauna
Projeto Pirarucu, Ibama Amazonas
Melhor Exemplo em Educação Ambiental
Projeto Navegando com o Theo pelo Rio das Velhas, da Semad/TantoExpresso
Melhor Exemplo em Comércio de Bens e Serviços
Projeto Alambique Escola, Cachaça Taverna de Minas

 

Confira nesse link o release na íntegra.

 

Continue Reading
image title

Entre os dias 29 a 31 de julho a Fazenda Alambique Escola Taverna Real, onde é produzida a cachaça Taverna de Minas, terá a honra de sediar o 1º Encontro de Cachaciers formados pelo Cana Brasil, a maior e mais antiga escola de produção de cachaças do Brasil.

O encontro reúne exclusivamente Mestres Cachaciers, pessoas com o diploma máximo da Escola Cana Brasil, para discussão e confraternização, além de um curso de Coquetelaria Básica com Zeca Meirelles, Engenheiro, Chef e Mixólogo com formação pela WSET Spirit e Professional Bartenders School.

Mais informações: (31) 2535-2228 ou acesse www.canabrasil.com.br.
11781626_393942314143683_8315833775765855703_n11737993_393942384143676_2528643948823089103_n

Continue Reading
image title

silverA Taverna de Minas levou pelo segundo ano consecutivo outra medalha do Concurso Mundial de Bruxelas realizado no Brasil. Em 2014 a Taverna armazenada em Amburana levou a medalha de ouro, e dessa vez a cachaça armazenada em tonéis de jequitibá recebeu a medalha de prata no concurso mais respeitado do mundo dos destilados.

O Spirits Selection 2015 aconteceu entre os dias 1º e 4 de julho, na cidade de São Paulo, no Brasil.

A etapa brasileira utiliza as mesmas técnicas e ferramentas de avaliação do “Concurso Mundial de Bruxelas”, o maior concurso do mundo na categoria. O corpo de jurados, por exemplo, escolhido por sua experiência e reconhecimento mundial, é formado por jornalistas internacionais especializados, compradores e estudiosos de bebidas adultas. Nesta edição, o corpo de jurados foi formado por 24 profissionais especializados.

As condições para a avaliação das amostras são asseguradas por um rígido controle. Cada detalhe é trabalhado com a mais alta seriedade, assegurando a posição do concurso como o mais importante da atualidade. A chancela do Concours Mondial de Bruxelles & Spirits Selection é importante e honra produtos e provadores.

Continue Reading
image title

A solenidade de entrega do prêmio aconteceu no MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal e integrou a programação da Semana da Gastronomia Mineira. O Prêmio agracia pessoas e instituições de Minas Gerais que mantém a memória da culinária mineira viva.

O Dia da Gastronomia Mineira é comemorado em 5 de julho e foi escolhido em homenagem ao escritor mineiro Eduardo Frieiro. Ele lançou na década de 60, o primeiro livro de gastronomia, chamado “Feijão, Angu e Couve”, que trata, entre outros temas, sobre a forma de comer do mineiro. Frieiro também foi membro da Academia Mineira de Letras e fundador da Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa.

Relação de Agraciados – Prêmio Eduardo Frieiro – Semana da Gastronomia Mineira

  1. Mestras Mineiras
    Dona Lucinha Nunes – Restaurante Dona Lucinha
    Dona Nelsa Trombino – Restaurante Xapuri
  2. Festival da Quitanda de Congonhas do Campo
    Categoria Prata da Casa: Terezinha das Graças de Souza
    Categoria Regional: Noeme Madalena
  3. Festival da Quitanda Barão de Cocais: Cristiane Ferreira da Silva
  4. Festival de Pratos Típicos de Desterro do Melo: Leandro Pinheiro Luna
  5. Festival Gastronômico de Monte Verde: Prefeito Edmar Dias
  6. Festival Igarapé Bem Temperado: Maria Nunes da Silva – Mestra Maria do Sindicato
  7. Festival Boa Mesa Caxambu: Amaro Gadbem
  8. Festival de Viola e Gastronomia de Piacatuba: Alceir de Andrade da Silva
  9. Festival Comida di Buteco: Washington Grenfell – Buteco Já tô inno
  10. Destaque Cachaça Mineira: Paulo César Rodrigues – Taverna de Minas
  11. Cerveja Especial: Marco Falcone
  12. Destaque Empório Mineiro: Laura Cota – De-lá
  13. Destaque pela Valorização da Cultura Gastronômica: Eduardo Avelar
  14. Festival de Gastronomia Rural de Itapecerica: Paulo Donizete Pereira
  15. Festival Botecar: Leonardo Marques
  16. Destaque Café das Matas de Minas: José Alexandre Abreu de Lacerda – Café Forquilha do Rio
  17. Destaque Queijo da Serra da Canastra: Guilherme Ferreira – Estância Capim Canastra
  18. Destaque Festival de Jabuticaba de Sabará: Déa Ramalho Evangelista
  19. Festivais de Tiradentes e Fartura: Rodrigo Ferraz

Dia da Gastronomia Mineira

O Governo do Estado instituiu o Dia da Gastronomia Mineira, celebrado em 5 de julho e, para comemorar, Belo Horizonte recebe a Semana da Gastronomia Mineira, com extensa e saborosa programação, envolvendo os mercados distritais, o MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, as faculdades de gastronomia, chefs e profissionais do setor.

Segundo o realizador e curador do evento, Chef Edson Puiati, “nosso objetivo com esse projeto é envolver Minas, mostrar a diversidade cultural esculpida na gastronomia”. Segundo Puiati, as pessoas se reúnem em volta da mesa e fazem questão de se deliciar com os pratos, reunir família e amigos. O mineiro é conhecido por sua hospitalidade que traduz em sua gastronomia, tornando a culinária um atrativo tradicional.

Continue Reading
image title

Confira abaixo a reportagem publicada no site do SEBRAE onde destaca a reportagem sobre a 28ª Superminas em Belo Horizonte, realizada outubro desse ano:

 

Rodada da Superminas gera R$ 26 milhões em expectativa de negócios

Encontro reuniu nove compradores internacionais e 58 fornecedores mineiros

Gláucia Rodrigues

Paulo César Rodrigues Egídio, produtor da cachaça Taverna de MinasPaulo César Rodrigues Egídio, produtor da cachaça Taverna de Minas

A Rodada de Negócios Internacional, realizada durante a 28ª Superminas, superou a edição do ano passado, e gerou R$ 26,1 milhões em expectativa de negócios. O evento foi promovido durante uma das maiores feiras supermercadista do país e resultou em 163 reuniões entre nove compradores da Suíça, Inglaterra, Colômbia, Panamá, Equador, África do Sul, Portugal, Alemanha e Estados Unidos e 58 fornecedores mineiros.

“Este ano, ultrapassamos os R$ 9 milhões em expectativa de negócios prevista em 2013. O resultado positivo mostra o aumento do potencial dos produtos mineiros no mercado externo”, explica o analista da Unidade de Acesso a Mercados e Relações Internacionais, Júlio de Souza Júnior.

A Rodada da Superminas é uma realização do Sebrae Minas e Fiemg, com o apoio do Sindicato e Associação Mineira da Indústria de Panificação (Amipão), Associação Mineira de Supermercados (Amis), Rede Brasileira de Centros Internacionais de Negócios, Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Apex-Brasil.

Entre os produtos que despertaram mais interesse dos estrangeiros estão alimentos, cosméticos e bebidas alcoólicas, principalmente a cachaça mineira. “Já compramos a cachaça Germana, agora queremos aumentar nosso mix, com produtos que tenham qualidade e diferencial no sabor”, explica Daniela Bruggman, da empresa suíça Best Taste Trading.

Vencedora da medalha de ouro do Concurso Mundial de Bruxelas – Spirits Selection, realizado neste ano, a Cachaça Taverna de Minas, produzida em Itaverava, próximo a Conselheiro Lafaiete, já é exportada para Bélgica e Inglaterra, mas o proprietário da marca almeja aumentar as vendas para o mercado externo. “A Rodada de Negócios é uma oportunidade para divulgar nossos produtos, principalmente para países que têm uma boa aceitação da caipirinha. Estamos oferecendo uma amostra grátis da cachaça para que os compradores experimentem o sabor diferenciado de uma bebida artesanal”, afirma o empresário Paulo César Rodrigues Egídio.

Neste ano, foram 180 mil litros de cachaça produzidos pela empresa. Para o próximo ano, a previsão é que o volume dobre, e em 2016 chegue a 360 mil litros. “Além de Minas, vendemos para São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Em três anos, queremos triplicar nossa produção para atender a um maior número de clientes”, conta Paulo.

Mas não é só a cachaça que faz sucesso lá fora. As cervejas artesanais estão ganhando cada vez mais admiradores.  Um dos interessados é Emil Den Dulk, da distribuidora de bebidas Liquity, da África do Sul. “A cerveja artesanal brasileira tem grandes possibilidades de ser exportada e conquistar o mercado africano”, diz.

Outro item de destaque da Rodada foram os produtos de limpeza. Segundo Bianca Garchet, da empresa Start Química, de Uberlândia, o encontro foi uma maneira economicamente viável e proveitosa de fazer contatos com empresários internacionais. Ela já contabiliza os resultados. “Iremos enviar para o Panamá um contêiner no valor aproximado de US$ 40 mil para avaliarmos a aceitação do mercado”, afirma.

Continue Reading
image title

Em parceria com o Instituto Mineiro de Agropecuária – IMA, a Cachaça Taverna de Minas participa do 28º Congresso e Feira Supermercadista e da Panificação, realizado entre os dias 21 e 23 de outubro de 2014 na Expominas, em Belo Horizonte-MG.

 

Continue Reading
image title

Foi realizado entre os dias 5 e 8 de junho, o Concours Mondial Spirits Selection 2014, uma das mais importantes disputas internacionais de destilados, que aconteceu no Costão do Santinho, em Florianópolis, pela primeira vez em um país da América Latina.

Em degustações às cegas, a Taverna de Minas arrematou uma medalha de ouro entre as cachaças brasileiras, representando bem Minas Gerais e sua fama de cachaças artesanais de qualidade.

 

Confira a lista completa no site oficial:
http://registration.spiritsselection.com/index.php?page=cmss_results

 

Continue Reading
image title
A Taverna participou do 6º Festival Cultural Gastronômico de Cachaça Gourmet que rolou em Belo Horizonte nesse ano, entre os dias 10 de janeiro e 07 de fevereiro.

O tradicional bar e restaurante Baiana do Acarajé, na Savassi, criou a receita do seu Siri Embriagado utilizando a cachaça Taverna de Minas Jequitibá, a mais indicada para drinks e culinária em geral por ser armazenada em uma madeira neutra e que muda pouco o sabor natural da cachaça pura.

O prato com siri acompanha arroz, farofa, pirão e a Taverna de Minas Jequitibá.

 

Continue Reading